Os Silfos são os elementais da natureza que controlam os poderes do ar. Seus ventos giram em torno da Terra. Desde o sopro do vento até o furacão, em todas as partes eles estão presentes. São os guardiões dos quatro ventos, têm visão, audição, olfato e outros sentidos muito apurados, reproduzem-se e seu ambiente e de grande perfeição.

O ar é mais puro que a água e o ether é mais puro que o ar.Também possuem templos e lugares sagrados nos quais os deuses realmente habitam, e suas vozes (dos deuses) podem ser ouvidas, pois respondem e aqueles Seres (Elementais) estão conscientes dos deuses e têm conversas com eles; eles (os Elementais) vêem o sol, a lua e as estrelas como elas realmente são…

Os silfos são os Elementais mais elevados porque seu elemento nativo é o que possui a mais elevada frequência de vibração. Vivem centenas de anos, até mil anos, e jamais desenvolvem sinais de velhice.

O rei dos Silfos chama-se Paralda, as fêmeas dos Silfos são denominadas Sílfides. Os Silfos, Salamandras e Ninfas têm íntima relação com os antigos oráculos; que eram deles as vozes muitas vezes vindas do céu ou das profundezas da terra. Se aproximam da mente humana durante o sono, inspirando-os com o seu profundo conhecimento das belezas e prodígios da Natureza.

Os Silfos são regentes do Leste. Seu temperamento é alegre, volúvel e excêntrico. As qualidades peculiares aos homens de gênio são, supostamente, resultado da cooperação dos Silfos. No organismo humano, agem sobre os gases e o sistema nervoso, onde sua instabilidade pode se tornar um traço predominante.

As Fadas do Ar ou Silfos, possuem uma energia sutil e fluídica. Em termos místicos, estes seres alados são tão rápidos quanto o pensamento e trazem mensagem dos Deuses. De acordo com a Alquimia, apresentam a mesma forma volátil do mercúrio, ou uma forma terrena de energia lunar: nem sólida, nem totalmente fluídica.

O mercúrio é considerado a representação terrena do verdadeiro estado mágico feérico. Os Silfos são os mensageiros da alma, representando a liberdade espiritual. São ainda, criaturas de aspirações e transcendência, voando entre o céu e a terra, entre o corpo e o espírito liberto. Todas as tormentas e ventos estão associados com os Seres do Ar, desde a mais suave brisa, generalizada como um suspiro, até os grandes e destrutivos poderes dos furacões.

“Sílfide” se designa de modo genérico as fadas do ar. São elas que controlam o vento e dele dependem muitos fenômenos naturais: como o deslocamento das nuvens que provocam as chuvas e as tormentas; intervêm no movimento das águas, em maremotos; na prima
vera são fundamentais para a polinização, transportando pelo ar o pólen das flores e ainda com todos os fenômenos relacionados com o ar como a brisa, ciclones, etc.

As sílfides são responsáveis pela purificação do ar e por manterem a pressão atmosférica. Esse trabalho é percebido nas mudanças alquímicas do tempo e ciclos de fotossíntese e precipitação. Esses seres são mestres, que expandem e contraem seus corpos de ar de níveis microcósmicos à macrocósmicos.

As sílfides nos ajudam a conservar e desenvolver corpo e mente e estimulam a inspiração e a criatividade. Trabalham ainda, para elevar nossos pensamentos e inteligência, equilibrando o uso conjunto das faculdades racionais e intuitivas. Elas proporcionam rapidez mental, agilidade de idéias e tornam possível a telepatia.

As sílfides podem ser invocadas para que nos conceda um desejo relacionado com o vento ou com o pensamento.

Em muitos momentos de nossa vida as sílfides intervêm, como quando nos surpreendemos com uma idéia para a solução de um problema ou quando nos vêm à mente uma solução que há muitos dias buscávamos.

Gratidão Cósmica a esses Seres da Natureza!

EXPANDA A CONSCIÊNCIA SOBRE VOCÊ E MUDE O SEU MUNDO

Conheça o atendimento online ao vivo com a Apometria Arcturiana Avançada e as 7 Chamas Sagradas.